Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Empresárias conquistam cada vez mais clientes com Brechó-Café em Manaus

Craques na prática, as amigas Andrea Gouvêa e Darla Sampaio planejam expandir ainda mais o negócio, que segue fazendo sucesso na capital amazonense

Andréa Gouvêa e Darla Sampaio, prestes a completar um ano em espaço exclusivo, vão expandir o negócio para Brechó-Café

Andréa Gouvêa e Darla Sampaio, prestes a completar um ano em espaço exclusivo, vão expandir o negócio para Brechó-Café (Lucas Silva )

A tendência de ganhar dinheiro ao se desfazer de peças em boas condições, realizando brechó ou bazar, vem ganhando cada vez mais espaço e caindo, aos poucos, no gosto do amazonense. Craques na prática de fazer brechó, as amigas Andrea Gouvêa (42) e Darla Sampaio (43) estão em fase de planejamento para expandir ainda mais o negócio.

Com uma “bagagem” de oito anos fazendo brechó as empresárias comandam, desde agosto de 2013, um espaço exclusivo com peças de vestuário, acessórios, sapatos, decoração, fantasias e utensílios. Os produtos são fruto de viagens e de fornecedores fixos. “Sempre que a gente viaja, aproveitamos para ir garimpando peças interessantes para o brechó. Além disso, temos alguns fornecedores certos, com os quais trabalhamos por meio de porcentagem nas vendas”, disse Andrea Gouvêa, que paralelamente ao brechó, administra uma panificadora na Zona Sul de Manaus.

Pensando em trazer para Manaus um novo conceito no ramo, Andrea a sócia Darla, que é arquiteta e aplica os conhecimentos da formação também no brechó, estão prestes a executar um projeto inovador em Manaus. “Querendo ou não, a verdade é que as pessoas ainda tem um certo preconceito com brechó, acham que vão chegar e encontrar um lugar com cheiro de traças e produtos feios e velhos. Na nossa loja, além de desfazer essa imagem, queremos agregar o conceito de café, onde as pessoas possam vir para fazer suas compras, mas também para fazer um lanche, ler um livro ou usar a internet”, conta Darla.

As empresárias contam que, além do espaço no brechó, já tem os móveis e o projeto pronto. “Devemos estar com tudo funcionando até o final do ano, no máximo”, garante Andrea.

Sobre ganhar dinheiro com a atividade, as duas são enfáticas: “não adianta pensar que é só diversão, porque o trabalho é muito árduo e requer dedicação. Tem que garimpar, pensar na higienização de cada peça, no custo, na exposição, na divulgação, nas contas a pagar com o lucro e muito mais. Antes éramos só nós duas, mas vimos a necessidade de expandir e hoje contamos com outras duas funcionárias na loja, que funciona das 10h às 19h”, pontua Darla Sampaio.

O brechó oferece peças de roupas que vão de R$ 2 a R$ 250.

Serviço

O que: Cíntia Brechó-Café

Onde: Rua Borba, 322, Cachoeirinha. Próximo ao Hospital Militar

Contatos: 8137-9293/8253-9913