Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Corrida do Arco-Íris’ terá presença de cinco DJs de sucesso neste sábado (17), em Manaus

A luta contra o preconceito voltado para a homossexualidade, tema principal da corrida, terá como trilha sonora o som de quatro DJs nacionais e um internacional

DJ Nacho Chapado conta que já veio diversas vezes no Brasil, onde encontra o seu público mais entusiasmado

DJ Nacho Chapado conta que já veio diversas vezes no Brasil, onde encontra o seu público mais entusiasmado (Divulgação)

O pôr do sol deste sábado (17) irá coroar uma festa colorida, animada e que abraça a diversidade. Assim será o fim do percurso da “Corrida do Arco-Íris”, durante o batizado Dia Internacional de Combate à Homofobia e que, nesta linha, levantará a bandeira da luta contra o preconceito voltado para a homossexualidade ao som de quatro DJs nacionais e um internacional. Este último atende pelo curioso codinome Nacho Chapado e conversou com exclusividade com o BEM VIVER sobre a sua pioneira vinda a Manaus em um evento de tão forte apelo social.

O espanhol é conhecido pelos sets recheados de remixes emanados da música pop, como Avril Lavigne, Icona Pop, Lana Del Rey, Pet Shop Boys, Cher e outros. Segundo Nacho, o estilo engloba várias melodias, essencial para desempenhar seu trabalho, além de agradar a todos.

“As melhoras músicas eletrônicas ou dance são baseadas no som pop que as tornam maiores e o público recebe muito bem. Amo ouvir música pop e saber quem são seus novos talentos”, afirma o DJ, que quando está distante das picapes, gosta de ouvir também smooth jazz e lounge.

Na hora de definir seu som, ele não se prende a falsa modéstia. “Meu som contém a essência do melhor progressive house e tribal house, um ritmo cheio de percussão e que cria uma atmosfera especial”.

Fãs brasileiros

Nacho já esteve no Brasil diversas vezes, mas este é o seu primeiro desembarque em Manaus. A experiência anterior lhe mostrou que o público brasileiro não brinca em serviço - e diz que espera a mesma energia dos amazonenses.

“Como DJ, já estive por todo lugar, mas sem dúvidas o público brasileiro é o que mais me anima. Tenho muitos fãs aí que acreditaram em mim desde o início. Toda vez que vou ao Brasil me sinto em casa: confortável e feliz”, disse.

Importância

Homossexual assumido, Nacho Chapado endossa a importância da “Corrida do Arco-Íris” no atual contexto em que vivemos, permeado pela incompreensão perante a orientação sexual de algumas pessoas.

“Estou super contente de participar de um evento tão especial e com o qual me identifico tanto. Em diversas partes do mundo permanece essa luta pelos direitos da comunidade gay. Fico surpreso de ver como ainda penalizam os homossexuais quando estes demonstram seus sentimentos em público”, opina o DJ.

A apresentação de Nacho, assim como dos demais DJs escalados para a festa, pode não destruir de pronto preconceitos arraigados, no entanto, a música - feita por quem quer que seja - é uma espécie de linguagem universal que, sem dúvidas, reduz muitas desigualdades. Assim, o espanhol sente que consegue de fato se conectar com todos, guiado por uma onda de energia positiva.

“A música eletrônica é a melhor forma de me comunicar com os meus fãs. Sei que a apresentação em Manaus será incrível”, encerra.

Aberta ao público

Além do espanhol Nacho Chapado, o line-up da festa da Corrida do Arco-Íris é composto pela carioca Ana Paula (rainha das baladas LGBT), o DJ Morais (residente da The Week), o paulista Márcio S. (residente do D-Edge – SP - e do SUB - Manaus) e o amazonense Pedro Gaioto.

Para participar da competição, não é necessário fazer inscrição prévia. A largada será realizada às 17h30 em frente ao Comando Militar da Amazônia (CMA) e terá percurso de cinco quilômetros até o anfiteatro da Ponta Negra, onde ocorrerá a festa com entrada liberada para a população em geral.