Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Curso de ‘Produção de Histórias em Quadrinhos’ será realizado gratuitamente em Manaus

Ministrado pela professora Liz Oliveira, o curso não será voltado apenas para quem já se julga um bom desenhista, mas para todos que apreciam a arte

 Liz Oliveira milita na área de desenho há 15 anos e irá ministrar o curso

Liz Oliveira milita na área de desenho há 15 anos e irá ministrar o curso (Antonio Lima)

Quem imagina o quadrinho como uma arte que depende prioritariamente de uma “mão boa” para desenhar, engana-se: em verdade, dentre os vários elementos necessários para compô-lo, o desenho primoroso é secundário. O pacote completo inclui as técnicas de traço, o roteiro, o perfil dos personagens, e acima de tudo, a mensagem que se quer passar - e quem quiser, terá a oportunidade para aprender tudo isto no curso “Produção de Histórias em Quadrinhos”. As inscrições estão abertas até o próximo dia 25 e são gratuitas - assim como as aulas.

Ministrado pela professora Liz Oliveira, formada em Educação Artística com habilitação em Desenho pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e militante há 15 anos na área, o curso terá duração de dois anos e será dividido em módulos de dois meses, em média. As primeiras aulas iniciaram esta semana, mas é perfeitamente possível adentrar as turmas disponíveis sem perder qualquer conteúdo. Segundo Liz, os alunos serão estimulados a criar seus próprios personagens e roteiros, sendo para tanto, guiados de acordo com os seus estilos.

“As pessoas têm na mente que o quadrinho depende de desenhos elaborados, quando na verdade estes vêm em segundo plano. Mais importante é saber trabalhar bem a mensagem que se quer passar em poucos quadros. Tudo isso será visto dentro do curso”, aponta a professora, que se utiliza de exemplos de ícones da área, como Henfil e Adão, cujo traçado simples não lhes impediu de alcançar o sucesso.

Por conta disso, o curso não é exclusivamente dedicado a quem já desenha com destreza - iniciantes ou mesmo os mais “inseguros” podem aproveitar para se dedicar à arte, sem medo. “Não é preciso ter um personagem primoroso. Você pode ter, por exemplo, duas pedrinhas e já trabalhar em cima disso. O traço é como a caligrafia: é particular de cada um”, adianta Liz.

Divulgação

O encerramento será coroado com a produção de um fanzine, unindo o trabalho de todos os alunos. Até o fim desta caminhada, no encerramento de cada módulo, também haverá uma pequena exposição do que foi trabalhado no período em questão. A intenção é estimular os estudantes, procurando dar o máximo de visibilidade possível para suas criações e também mostrar que o trabalho do quadrinista pode ser bem-sucedido.

“Hoje já existem boas possibilidades de trabalho em Manaus. A gente tem o Romahs [Mascarenhas, quadrinista], que é parintinense, mas mora aqui e trabalha com o Maurício de Souza. A questão storyboard também vem crescendo junto com o cinema local”, explica Liz Oliveira.

Como o curso é inteiramente gratuito, é preferível correr atrás da inscrição o quanto antes. Serão disponibilizadas 90 vagas, sendo 60 para a tarde e 30 para a noite. As aulas acontecem no Centro Municipal de Arte Educação Aníbal Beça (CMAE), localizado na Rua J, s/n, São José III.

Turmas e horários

“Produção de Histórias em Quadrinhos” pode ser feito por qualquer pessoa com mais de 14 anos. As inscrições estão abertas e as turmas têm aulas duas vezes por semana: às segundas e quartas; às terças e quintas. São três horários: de 13h30 às 15h30; de 15h30 às 17h30 e de 17h30 às 19h30. Info pelo número 3644-5295.