Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

SUB recebe visita do DJ inglês Murray Richardson nesta sexta-feira (13), em Manaus

Em sua estreia perante o público amazonense, Richardson adianta que irá apresentar seu estilo de house underground mixado com toques de house mais clássico

Richardson adianta que irá tocar under-ground mixado com house clássico

Richardson adianta que irá tocar under-ground mixado com house clássico (Reprodução / Internet )

Essa sexta-feira (13) pode até ter certo misticismo envolvendo o azar, mas os sentimentos que rondam o DJ inglês Murray Richardson são totalmente positivos: primeiro, a ansiedade em tocar pela primeira vez em Manaus durante o evento que acontece hoje na miniclube SUB; e segundo, as ótimas expectativas para assistir ao jogo da Copa do Mundo deste sábado, 14, (Inglaterra X Itália). Tanto que suas primeiras palavras em entrevista ao BEM VIVER foram “Essa está sendo uma semana loucamente agitada para mim e meus amigos com a Copa do Mundo”.

Para este ícone da e-music, no entanto, loucura faz parte de sua carreira, permeada pela agenda lotada, o intenso ritmo de viagens e boates lotadas. E tudo isso encontra equilíbrio na sua competência nas picapes.

Em sua estreia perante o público amazonense, Richardson adianta que irá, de certeza, apresentar seu estilo de house underground mixado com toques de house mais clássico. Apesar de se dizer ansioso para o evento, o DJ não é nenhum estranho aos brasileiros: ele toca em festas daqui há quase 10 anos, e há dois reside em São Paulo. “Amo essa cidade. Amo a energia do País e sempre amei os brasileiros”, disse.

Sucesso e projetos

Um dos motivos que faz o nome de Murray Richardson soar pelo mundo inteiro certamente é sua festa “Rebel Waltz” (traduzindo, “valsa rebelde”), a qual acabou virando peça fundamental na cena britânica e ajudou o DJ a se integrar de vez no som deep house inglês. Este ano, “Rebel Waltz” completou 15 anos e Murray decidiu focar suas atenções para outro projeto.

“Atualmente estou em turnê com o DJ Renato Lopes no projeto ‘Electric Salsa’. Estamos mesclando uma mistura de todas as coisas, incluindo house clássico, balearic beats, ítalo disco, house mais novo e deep techno”, descreve o inglês.

Em sua opinião, para manter-se no topo, o DJ deve ter mente aberta e se manter atualizado. “A tecnologia de fazer e tocar música muda de forma tão rápida que você precisa estar atento a essas mudanças. Certamente isso é a coisa mais importante para quem sonha em ser DJ e viajar o mundo inteiro tocando e produzindo o seu material”, revela Richardson, que do alto dos seus mais de 20 anos de carreira já presenciou diversas destas transformações de mercado.

Os altos e baixos, no entanto, têm suas recompensas. Para Murray Richardson, a profissão de DJ ainda lhe surpreende a cada dia. “O mais incrível é poder tocar músicas que eu amo e viajar o mundo inteiro... tive muita sorte e ainda sou mais sortudo de trabalhar para mim mesmo, sou meu próprio chefe”.

E por falar em sorte, o DJ está contando com ela para o jogo de amanhã da Inglaterra vs Itália. Encerra a entrevista de forma bem-humorada, mandando o seguinte recado: “Não se preocupem. A Inglaterra irá detonar a Itália”. Certamente se o país de origem do DJ enfrentar o Brasil, seu coração ficará dividido.

Serviço

O quê: Apresentação do DJ Murray Richardson no SUB

Quando: Hoje, a partir das 22honde: Shopping Madeira Fashion (Rua Amapá, 351 - Vieiralves)

Quanto: R$ 100 (homem com R$ 50 de consumação) e mulher R$ 50 (com consumação)

Info: 3346 7858 / 8151 2244