Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Fotógrafo especialista em moda, glamour e boudoir apresenta trabalho autoral em Manaus

Anderson Yamada, natural de São Paulo, mas radicado no Amazonas há dez anos, vem se dedicando a produzir ensaios sensuais com projeções sobre o corpo

Yamada nasceu em São Paulo e se radicou no Amazonas

Yamada nasceu em São Paulo e se radicou no Amazonas (Divulgação/Anderson Yamada)

A fotografia de moda, glamour e boudoir (ao estilo “sexy sem ser vulgar”) tem em Anderson Yamada um dos seus profissionais de destaque em Manaus. Natural de São Paulo, mas radicado no Amazonas há dez anos, ele vem se dedicando a produzir ensaios com pegada mais artística e tem no currículo cursos com renomados fotógrafos brasileiros, como Newton Medeiros e Leandro Nunes.

Atualmente, Yamada trabalha em um projeto pessoal chamado “Projeções sobre corpos”, que ele vai apresentar ao público durante um bate-papo marcado para o dia 12 de abril. Na pauta do encontro vão estar as técnicas utilizadas por ele e curiosidades sobre essa vertente de fotografia artística. O fotógrafo conta que esse estilo é conhecido nos Estados Unidos como “body projection”, mas ainda possui poucos adeptos no Brasil.

No caso de Yamada, as projeções acrescentam texturas de muitos formatos e cores aos contornos dos corpos femininos – que são o foco desse primeiro ensaio. Nas fotos, a atmosfera de sensualidade sobressai, já que essa é uma das áreas de atuação do fotógrafo. “Essa é uma técnica que já existe desde meados dos anos 1990. O que eu fiz foi adaptar para a atualidade com equipamentos bem melhores e usar o Photoshop para eliminar imperfeições da projeção, mas sem interferir no corpo das modelos”, garante.

Ele desenvolve esse projeto há cerca de um ano e meio, com o auxílio da assistente Aline Moura e da fotógrafa Jacque Rules, mas só agora decidiu apresentar o resultado ao público. “Não é algo tão simples, porque não basta ligar o projetor e fotografar. É preciso ter uma câmera apropriada, além de saber algumas regras básicas”, explica.

Quando o assunto são as imagens escolhidas, Yamada diz que dá preferência às figuras abstratas, fractais e paisagens surreais. Por outro lado, as modelos que posaram para as lentes dele o fizeram de forma voluntária. “Esse primeiro ensaio é um projeto pessoal, sem fins lucrativos, mas talvez produza um livro futuramente”, acrescenta ele, que agora incluiu as projeções sobre corpos no seu portfólio de serviços profissionais.

LIMITES DEFINIDOS

Anderson espera que a proposta seja bem aceita, já que o nu artístico ainda pode encontrar rejeição em parcela do público. De acordo com ele, há diferenças claras entre o que é sensual e o que é erótico – o fotógrafo precisa de muitas referências e estudos para não misturar essas duas vertentes. “Para não fugir à ideia inicial do estilo boudoir, procuro até evitar certas regiões do corpo, a não ser que a cliente já venha com algo em mente”, explica.

Yamada ressalta que as mulheres entre 20 e 35 anos são as que mais procuram o seu estúdio para realizar ensaios sensuais, geralmente para presentear os namorados ou maridos com os books ou até mesmo para tê-los como arquivo pessoal. “Manaus tem um mercado grande e a procura por esse tipo de serviço tem aumentado. O valor depende do número de fotos e de elementos como a locação, por exemplo, mas o preço inicial é de R$ 900”.

Serviço

O que é: Workshop de projeções sobre corpos, com Anderson Yamada

Quando: Dia 12 de abril, às 14h

Onde: Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, avenida Brasil, 1.335, Santo Antônio

Quanto: 1 quilo de alimento não perecível

Obs: Inscrição na hora do evento

Info: (92) 8134-8500