Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Liceu de Artes percorre cidades do interior do Amazonas

Equipe da Secretaria de Cultura (SEC), por meio do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro (LAOCS) – Unidade de Parintins, levou atividades culturais a quatro municípios do Estado com o projeto batizado de 'Arte Itinerante'

Quase 900 pessoas participaram de oficinas e vivências de teatro, fotografia, cinema e música

Quase 900 pessoas participaram de oficinas e vivências de teatro, fotografia, cinema e música (Divulgação)

Durante seis dias viajando de barco pelos rincões da Amazônia, a equipe da Secretaria de Cultura (SEC), por meio do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro (Laocs) - Unidade Parintins, passou por quatro cidades do interior do Estado, mobilizando em atividades, oficinas e apresentações 1.635 pessoas, entre adultos, jovens, crianças, terceira idade, artistas profissionais e estreantes.

O projeto, batizado de “Arte Itinerante”, percorreu os municípios de Maués, Boa Vista do Ramos, Barreirinha e Nhamundá com a missão tanto de levar arte onde o povo está quanto de atrair mais alunos para os cursos de capacitação artística que acontecem nos finais de semana na Ilha Tupinambara.

“A nossa unidade de Parintins foi criada para atender não apenas uma cidade, mas todos os municípios vizinhos”, explica o secretário de Cultura do Amazonas, Robério Braga.

Quase 900 pessoas participaram de oficinas e vivências de teatro, fotografia, cinema, música, dança e artes visuais, além de técnicas de desenho e pintura, criação de roteiro para cinema e filmagens. O diferencial é que todas as pessoas envolvidas também tiveram a chance de apresentar o resultado dos seus trabalhos.

ROTEIRO

A primeira parada foi em Maués (a 358 km de Manaus por via fluvial), onde foram realizadas 10 oficinas e vivências. O destaque naquele município ficou para a música e a dança. Boa Vista do Ramos (a 367 km de Manaus) se mostrou outra grata surpresa no “Arte Itinerante”, tanto pela receptividade e acolhida com o projeto quanto pelo intuito natural pelo teatro. Nesta segunda parada, os participantes também produziram curtas-metragens, exposições, shows e apresentações culturais diversas.

Em Barreirinha (a 331km da capital), apesar da dificuldade encontrada com a cheia que castiga a cidade, a equipe do Liceu encontrou música de qualidade, desde uma banda de metais e sopros, até atores locais expressivos no teatro.

A quarta e última parada da viagem foi em Nhamundá (a 383 km de Manaus), que teve como destaque a presença de um público muito jovem e de bandas de rock.