Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Manaus em Debate’ promove sensibilização histórica nas quatro Zonas da capital

Por meio de palestras e programação lúdica, o Conselho Municipal de Cultura quer despertar no público amazonense as políticas públicas desenvolvidas pelo Estado

Os inscritos no evento que tiverem frequência de pelo menos 50% da programação têm direito a certificado

Os inscritos no evento que tiverem frequência de pelo menos 50% da programação têm direito a certificado (Divulgação)

A forma como a população enxerga sua cidade, entende seus problemas, meandros e enxerga suas potencialidades pode provocar mudanças importantes, a ponto de fazê-la andar de mãos dadas com as políticas públicas. Por meio de palestras e expressões artísticas, é este sentimento que o Conselho Municipal de Cultura (ConCultura) quer despertar no público amazonense com a programação do Projeto “Manaus em Debate”, destinado às quatro Zonas da cidade. Iniciadas em julho, este mês as atividades se dirigem à Zona Leste no período entre 18 a 22, sempre às 19h.

A programação inclui ciclos de palestras, dos dias 18 a 21, com ávidos conhecedores da nossa realidade: Dorineth Bentes (mestre em História), Etelvina Garcia (jornalista e Escritora), Geraldo Alves (doutor em Engenharia de transporte) e Aldísio Filgueiras (jornalista e Escritor). De acordo com Márcio Souza, presidente atual do ConCultura, a ideia é provocar uma sensibilização dos cidadãos em sua relação com Manaus.

“Queremos proporcionar uma série de encontros para falar sobre a cidade de Manaus, como ela começou e como acabou ficando. Então vamos mostra que as mudanças trazem consequências se você não se posiciona como cidadão. Não adianta fazer reformas e mudanças se a cidadania não colabora. Um exemplo são os milhões de reais que a Prefeitura gasta para limpar os igarapés, e quando acaba de limpar, não demora nada e a população suja de novo”, frisa Souza.

O dia 22 é dedicado às atividades lúdicas. Haverá a participação do Grupo de Teatro Experimental do Sesc (Tesc) com a peça “O Fiscal Federal”.

Recepção e sequência

A primeira dose do “Manaus em Debate” foi realizada em julho na Zona Sul, no Centro de Educação Integrada Gilberto Mestrinho (CETI), e segundo Márcio Souza, teve a participação de pelo menos 500 pessoas por noite.

“Foi sensacional, muitos debates. Para várias pessoas, esta foi a primeira vez que eles ouviram a história real de Manaus. A nossa ideia é justamente dar passado para esse povo”, disse o presidente da ConCultura.

No próximo mês, de 15 a 19, será a vez da Zona Norte; e em outubro, de 6 a 10, a Zona Oeste. O alto número de interessados impulsiona a vontade de dar maior abrangência ao projeto.

“Temos intenção de ampliar a programação do ano que vem para duas ou três rodadas para cada Zona e ainda mais temas”, adianta Souza.

Serviço

O quê: Projeto “Manaus em Debate”

Quando: De 18 a 22 de agosto, das 19h às 21h

Onde: Centro Municipal de Arte e Educação Aníbal Beça (Rua J, s/n - São José III)

Quanto: gratuitoinfo: 3632-2634