Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Confira algumas caipirinhas que estão fazendo sucesso em Manaus

Roteiro apresenta algumas casas que vendem esta bebida legitimamente brasileira, provando que ela é mais que uma simples mistura de cachaça, limão e açúcar

O La Parrilla traz diversos pratos da gastronomia ocidental e oriental. Por este motivo, não podiam faltar na casa deliciosas bebidas e variações da popular caipirinha.

O La Parrilla traz diversos pratos da gastronomia ocidental e oriental. Por este motivo, não podiam faltar na casa deliciosas bebidas e variações da popular caipirinha. (J. Renato Queiroz)

Em junho deste ano, a população poderá curtir a tão sonhada Copa do Mundo no País, tendo Manaus como uma das cidades que receberão os jogos do evento esportivo. Quando se fala de Brasil, os estrangeiros logo pensam em Carnaval e na famosa caipirinha. Por isso, no roteiro desta edição, os leitores do BEM VIVER irão conhecer algumas casas que vendem variações desta bebida legitimamente brasileira, provando que ela é mais que uma simples mistura de cachaça, limão e açúcar.

Quem pretende se refrescar e provar alguns ingredientes típicos da região, a Cachaçaria do Dedé é uma excelente opção, pois, além de contar com uma grande variedade de cachaças em sua carta de bebidas, oferece aos clientes a refrescante Caipilé do Dedé (disponível em sabores como abacaxi, morango, kiwi, mix de frutas, entre outros), a qual é acompanhada de um delicioso picolé de fruta dentro da bebida.

Quem for de outro Estado e quer se “aventurar” provando algo mais exótico e com a cara da Região, Dedé Parente, sócio-proprietário, criou a Tacacá de Cachaça, caipirinha servida com jambu e camarão. A dose desta iguaria custa R$ 15,90 e a do Caipilé do Dedé R$ 13,90. As duas bebidas estão disponíveis em todas as unidades da cachaçaria (Manauara Shopping, Shopping Ponta Negra e Parque Dez).

Cabelos e bebidas

Trazendo um novo conceito para Manaus, a Escovaria Dry Bar, além de ser um espaço dedicado a bebidas etílicas, também é um salão de beleza, ou melhor, uma escovaria, pois não pinta, não corta e somente escova os cabelos das clientes.

No local, localizado na rua Rio Purus, Vieiralves, ao lado da academia Atala, tem a caipirinha Escovaria, feita com banana, canela, limão, açúcar e, claro, cachaça. A bebida (R$ 14) é um verdadeiro sucesso no espaço, que funciona das 10h às 21h, de segunda-feira a sábado. Quem quiser ir somente para beber fique à vontade. Vale lembrar que a casa não trabalha com reservas para o serviço de escova. Mais informações por meio dos números (92) 3343-5040 e 8114-6404.

Do jeito japonês

Conhecida por sua gastronomia japonesa, o Suzuran também oferece ótimas caipirinhas feitas com a cachaça Ypióca e mineira – ambas as doses R$ 19,40 –, além da feita com saquê (R$18,60). O carro-chefe do restaurante é a caipirinha de morango e a mista (com várias frutas), a dose de cada uma delas custa R$ 13,20. O Suzuran (avenida João Valério, 762, Vieiralves) funciona de terça-feira a domingo para almoço, do meio-dia às 15h30, e para jantar das 18h30 às 23h (terça a quinta), das 18h30 à meia-noite (sexta a sábado) e das 18h30 às 22h (domingo). Informações: (92) 3584-4532.

Combinação perfeita

A caipirinha combina bem com churrasco, não é verdade? No La Parrilla, avenida Desembargador João Machado, 63, Alvorada 1, em frente ao posto Shell, os clientes adoram saborear, além das peças de carne (uma das opções do restaurante), a caipiroska tropical (com frutas) e a tradicional – custa, respectivamente, R$ 18 e R$ 12. Para acompanhar a bebida, uma boa opção é a combinação de filé-mignon com picanha e alcatra, acompanhada das guarnições de arroz com ou sem brócolis, maionese de batata, vinagrete e farofa. Pedidos e informações por meio do número (92) 3654-2777.

Sons e drinques

Boa música e delícias geladas não faltam no Botequim Bar (rua Barroso, 279, Centro), o qual traz diversas bebidas em sua carta, mas, das caipirinhas, as mais requisitadas são as feitas com saquê e absinto. De acordo com João Fernandes, proprietário do bar, há pessoas que pedem misturas em forma de caipirinha, saqueirinha e caipiroska, tendo ingredientes diferentes. O Botequim procura atender todos os pedidos gastronômicos feitos pelos clientes. Em média, cada dose custa R$ 12. O espaço abre de quinta a sábado, sempre às 19h.