Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Divas amazonenses celebram Dia Internacional da Mulher com show especial em Manaus

O especial 'Divas do Rádio', com Kátia Maria, e o show 'Elas Cantam Samba', com Lucilene Castro, Fátima Silva, Cinara Nery e Márcia Siqueira, homenageia as mulheres

A cantora Kátia Maria (à esquerda) irá reviver a era de ouro do rádio. As cantoras Fátima Silva, Lucilene Castro, Márcia Siqueira e Cinara Nery comandam o samba

A cantora Kátia Maria (à esquerda) irá reviver a era de ouro do rádio. As cantoras Fátima Silva, Lucilene Castro, Márcia Siqueira e Cinara Nery comandam o samba (Divulgação)

O contraste da força e da delicadeza, da coragem e do desejo de proteção e todos os demais paradoxos próprios do sexo feminino serão relembrados em forma de música por meio de dois shows especiais de homenagem ao Dia Internacional da Mulher (no próximo dia 8): o especial “Divas do Rádio”, com Kátia Maria, e o show “Elas Cantam Samba”, com Lucilene Castro, Fátima Silva, Cinara Nery e Márcia Siqueira. O evento acontecerá no Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, 119, Centro), às 19h deste sábado (8).

Com 73 anos de idade e 55 de carreira, Kátia Maria pôde viver o glamour da era do rádio. Mas por ser mulher e menor de idade quando iniciou (apenas 17 anos), a cantora teve de enfrentar dificuldades e preconceitos típicos de uma cidade ainda com mentalidade provinciana, tanto, que adotou Kátia Maria como pseudônimo (seu nome de batismo é Cleonice Galvão) para poder continuar a cantar. Sua apresentação deste sábado, batizada de “Divas do Rádio”, visa justamente relembrar essa época.

A concepção e produção artística do show é da cantora Lucilene Castro, que pela primeira vez trabalha nos bastidores. “Conheço a Kátia desde criança, costumava vê-la no ‘Carrossel da Saudade’. Depois, quando participei do [show] ‘Mulheres do Brasil’ em 2001, ela foi como convidada. E desde então nosso contato se estreitou. Eu via o vigor, o prazer dela de cantar”, explica Lucilene. E para ela, não poderia haver ícone melhor para reverenciar o Dia da Mulher.

“Independente da questão musical, ela é uma referencia como mulher, pois há 50 anos vive de música”, aponta.

Samba no pé

Já no show “Elas Cantam Samba”, Lucilene Castro sai dos bastidores e sobe ao palco para assumir os microfones ao lado de Fátima Silva, Cinara Nery e Márcia Siqueira. Também homenageando o público feminino, elas apostam em repertório diferenciado, com músicas que retratam a mulher brasileira. Dentre estas estão confirmadas “Amélia” (Mário Lago), “Mulheres” (Martinho da Vila), “Deixa a vida me levar” (Zeca Pagodinho) e “A Loba” (Alcione).