Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Sonek’ representa Amazonas em Encontro Internacional de Graffiti

Escritor de graffiti, Marcos Vinícius Bastos, é um dos três selecionados do estado para participar de encontro internacional do segmento em Curitiba

Marcos Sonek viajará para o sul do Brasil com o apoio da Semjel

Marcos Sonek viajará para o sul do Brasil com o apoio da Semjel (Divulgação)

Na adolescência, o estudante de design Marcos Vinícius Bastos passeava pelo Centro de Manaus e avistava o que na época ele identificava como “negócios coloridos” no muro. Tal vista foi o que despertou no jovem a vontade de fazer graffiti. Tanto é que, com esta mesma idade, Bastos teve o seu primeiro contato com os traçados e o spray. Hoje, aos 28 anos, já profissional na área e entusiasta da técnica WildStyle, Marcos está entre um dos 250 artistas selecionados de todo o Brasil para participar do III Encontro Internacional de Graffiti, o “Street Of Styles”, que acontecerá em Curitiba (PR) nos dias 11, 12 e 13 de abril.

Conhecido no meio como “Sonek”, Marcos, que é carioca residente em Manaus há 23 anos, mostrará seu trabalho ao lado de grafiteiros oriundos de 17 estados brasileiros e 16 países, entre eles Alemanha, Argentina, Chile, China, Colômbia, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru e República Tcheca. No catálogo de exposições da sua carreira, ele abriga desenhos em lugares como Rio de Janeiro e São Paulo. Na programação do “Street Of Styles”, há skate sessions, muro de escaladas, intervenções, breaking, workshops, palestras, entre outras atividades.

Técnica

“Sonek” teve seus desenhos selecionados depois de enviá-los, por e-mail, à comissão organizadora do evento. O artista passeia com naturalidade pela técnica WildStyle, um segmento que trabalha com a linha de letras no graffiti, bem como o entrecorte de formas, lembrando figuras que mais parecem setas abstratas. “É um estilo mais complicado e agressivo, mais complexo. Mas cada segmento da arte tem seus desafios, varia de escritor para escritor de graffiti”, ressalta ele.

Ainda segundo Marcos – que é um dos três selecionados do AM ao lado dos artistas “Bads” e “Izy” – o evento disporá de um muro com aproximadamente 1.500 metros, onde cada parte do “paredão” será destinada ao trabalho de cada grafiteiro. “O mais legal é que tudo isso será feito ao lado dos artistas de várias partes do Brasil e mundo. Com isso poderei trocar informação e cultura com os profissionais que estarão ‘grafitando’ ao meu lado”, celebra Sonek.

Resgate

Bastos já teve seus desenhos expostos em mostras na cidade de Caracas (Venezuela) e em metrópoles como Roma e Veneza (Itália). Ele, que atualmente faz graffiti por hobby, participou há 5 anos de um projeto chamado “Periferia Ativa”, onde era instrutor das técnicas da arte a jovens e adolescentes. “Não tive como prosseguir porque não tinha uma estabilidade, e precisava estudar e trabalhar. Mas o projeto era executado no bairro Mutirão, e tinha o intuito de dar uma nova visão de vida aos participantes, além de afastá-los da criminalidade”, comenta ele.

Marcos Vinícius embarca para Curitiba amanhã (10) e volta na próxima segunda-feira. Entre os projetos para 2014, ele destaca o desejo de montar uma exposição na faculdade onde estuda (Faculdade Martha Falcão) voltada para a “Street Art” (arte urbana) e suas mais variadas facetas além do graffiti: o stencil e o sticker. “A ideia é mostrar que no Amazonas temos artistas de qualidade, não só apenas naquele eixo Rio-São Paulo”, encerra Bastos.